terça-feira, 26 de junho de 2007

Era só empurrar para dentro

E ai cara, beleza? Você viu o que aconteceu, viu o que eu fiz? Ou melhor
você viu o que eu deixei de fazer? Francamente às vezes penso que sou um cara descolado mas sei lá, na hora sou um tremendo cagalhão mesmo. Odeio ficar ensaiando para chegar na hora e não fazer nada. Ela estava lá pedindo por carinho, pedindo atenção, querendo alguém que a realizasse.
Antes daquele momento eu tinha pensado em tudo, em tudo mesmo. Pensei em como faria, como tocaria nela, pensei em até onde queria que ela fosse, pensei nos movimentos dela, nas curvas que faria enfim pensei em tudo.
Tinha tudo calculado, milimetricamente na minha cabeça. Juro que podia ver aquilo acontecendo.
O excesso de confiança foi decisivo, como pode? Na hora não me passou pela cabeça que não conseguiria, já estive várias vezes de frente com situações iguais e até mais complicados e obtive êxito em todas. É o famoso 'isso nunca me aconteceu antes', que é motivo de piada e revolta
para muitos. Essa vai ser difícil esquecer, isso vai sempre surgir de repente na minha mente.
Isso me afetou mesmo, olha só para mim. Falando com o espelho! Acho que preciso de tratamento, não isso não. Não devo ser o único a passar por isso, com certeza outros que são até melhores que eu já falharam também.
Talvez isso acontecera com todos, talvez todo mundo tenha que passar por isso para dar valor na próxima tentativa. Sei lá, mas prometo que na próxima vez que sobrar um bola de frente para o gol, ainda mais no final do jogo, vou meter o pé de qualquer jeito.
Prometo para mim mesmo nunca mais sequer pensar em enfeitar muito.

Fim

2 comentários:

Anônimo disse...

Porra Kibe..

Eduardo disse...

Porra, esse blogger ta cada vez mais complicado, no tempo do Donha's Blog era mais simples deixar um comentário!