terça-feira, 24 de outubro de 2006

Velhos Amigos

- Oi Cara!
- oi! qto tempo! como eh q vc tah?
- Ah, eu to bem. E você?
- td susse! fazendo o q da vida?
- Hoje em dia nada, to meio parado. Peguei férias, sabe... E desculpa a demora para escrever, mas é que eu to com uma dorzinha no dedo.
- eh mesmo? pq essa dor, hein?
- O médico disse que é efeito da cirurgia. Logo passa...
- cirurgia? o que vc fez?
- É que depois do acidente eu fiquei com algumas sequelas no rosto. Tive que corrigir.
- acidente...?
- É! Aquele quando o cara da ambulância que levava o Marcelo bateu no poste. Eu também tava junto. Foi tenso, cara.
- o marcelo? q aconteceu com ele?
- Pois é... O cara é guerreiro. Sobreviveu da queda e do acidente.
- mas q queda?
- Do balão! A gente tentou fugir da prisão com um balão improvisado e ele desequilibrou.
- ave maria... prisão? o q vcs fizeram?
- Nada. Eles confundiram a gente com o pessoal do circo.
- ahh o circo...
- Cirque du Soleil. A gente tava naquela apresentação de Chicago.
- mas chicago? vcs dois?
- É. Isso foi antes da República Checa. Várias aventuras.
- rapaz.. precisamos mesmo conversar! vou na sua casa agora!
- Venha mesmo! Pelo que eu sei, o próximo vôo sai daí de São Paulo as 21h30. Melhor se apressar!
- voo? onde vc tah?
- Em Lima, no Peru. Mas não por muito tempo.
- ah, q confusao! eu to na lan house e meu tempo tah acabando... a gente se fala depois. falo
- Tá certo. Na saída, vê se olha pra cabine 23. Eu também to na lan-house. Não reconheçe mais os amigos?

2 comentários:

Taise Verdério disse...

Só comento três detalhes: seu texto é divertido, inteligente e atual. Um beijo...Tata.

Anônimo disse...

por que parou com os textos ???