sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Segunda-Feira

Nunca pensei que iria querer isso, mas eu quis e ainda quero. Faz um tempo já que não consigo acordar disposto. Isso é só um problema a mais, pois até uns meses atrás eu não conseguia dormir. Agora acho que não acordar direito é só uma herança deixada pela minha insônia. Mas hoje cedo, seis e quarenta e três, quando meu celular toca a música do Rock Balboa (pan pararan pararan pararan...) eu acordei. Parecia que tinha tomado um porre na noite anterior, o que não foi o caso, puxei a cortina para olhar o tempo e pensei: - porra, ainda não é sábado.

Além de não ser sábado, me senti meio quebrado. Parecia que tinha jogado futebol a pouco tempo ou sido espancado por uma torcida organizada. Entrei no banheiro e o espelho me mostrou uma imagem que seria engraçada se não fosse eu quem ele refletia. Uma figura com o rosto inchado, olhos semi-abertos e com semblante de um filhote recém-nascido incomodado com a luz. O banho resolve parte do problema, o rosto ficou apresentável. Mas os olhos ainda não estavam bem abertos.

Coloquei uma música para melhorar o ambiente, enquanto tomava café. É bom, porque acho o dia melhora com música. Deve ser psicológico, mas comigo funciona. Ainda no café as idéias começam a tomar forma e penso no que tenho que fazer no dia. De repente, me ocorre que é sexta-feira. Não disse que o dia melhora com música. Me visto e saio trabalhar com um certeza, uma estranha certeza. A certeza de que eu quero uma segunda-feira, porque hoje eu saio de férias. Agora não vejo a hora de chegar segunda-feira, só para eu acordar e voltar a dormir.

Fim

Um comentário:

Wyllian Soppa disse...

hehehehe retratos de um cotidiano feliz hein cara
tamo junto
grande abrax e feliz natal